A higiene bucal começa desde o nascimento do bebê. Neste momento a limpeza das gengivas, bochecha e língua deve ser feita com uma gaze ou fralda umedecida em água limpa, para remover os resíduos de leite.

Com o nascimento dos primeiros dentes, por volta dos seis meses, deve-se usar uma dedeira de silicone, fazendo movimentos suaves. A partir de um ano pode-se iniciar a escovação, com uma escova de dente macia e pasta sem flúor. É importante o cuidado com os dentes de leite, pois eles guiarão o nascimento saudável dos permanentes.

A alimentação das crianças deve ser rica em fibras e com menos açúcares. Frutas, verduras, legumes e grãos, por exemplo, contribuem com a saúde bucal.

O cálcio também é uma substância muito importante na infância, inclusive para a formação dos dentes.

Além disso, previne a cárie. Leite, iogurte e queijo são as opções, preferenciais.

É claro que os pais também devem estimular a higiene bucal em seus filhos desde pequenos para que isso vire uma rotina normal para eles e tentar tornar o momento da escovação mais divertido para que a criança não o sinta como obrigação.

Bons hábitos se estabelecem e se solidificam na infância, influenciando a criança por toda a vida adulta. É nesse contexto que observamos a importância do odontopediatra como educador.

O medo das consultas odontológicas é comum em todas as fases da vida.

Quando, ainda na infância, iniciamos um processo de prevenção das doenças bucais com visitas periódicas ao dentista, este ciclo de medo se rompe e a confiança se estabelece.

O odontopediatra é um profissional capacitado para, através de técnicas de manejo de comportamento, adaptar a criança às consultas odontológicas de rotina de forma a prevenir o estabelecimento do medo.

Além disso, a orientação quanto aos hábitos de higiene bucal, detecção precoce de problemas oclusais e de lesões iniciais de cárie favorecem tratamentos de menor complexidade.

Um sorriso saudável melhora a auto-estima, previne dificuldades durante a alimentação e na fala, por isso, leve seu filho ao odontopediatra assim que surgirem os primeiros dentes!