O tratamento de canal é realizado no interior do dente ou raiz que teve sua polpa (nervo) comprometida por cárie, trauma, fratura ou inflamação. Quando isso acontece, este nervo deve ser removido e no lugar dele será colocado um material especial vedando o interior da raiz.

Os sintomas mais característicos que indicam a necessidade deste tratamento são dor espontânea, de forma latejante e que aumenta com o calor, sensação de “dente crescido” e dor ao mastigar. Além disso, ao se abaixar a cabeça, tem-se a sensação de que o dente “pesa”. Porém em alguns casos pode não haver sintomas claros.

Após tratar o canal o dente deve ser protegido por uma restauração ou prótese. A escolha mais adequada dependerá do tamanho da destruição do dente. O tratamento de canal é uma excelente forma de salvar dentes com problemas.

Muito se fala sobre dores durante o tratamento e o senso comum aponta a dor como regra na endodontia, onde na verdade a regra é um procedimento indolor e as dores a exceção.

Quando o dentista é especialista em endodontia, ele promove um tratamento mais rápido e eficaz por sua experiência, treinamento especifico e todo o material necessário para um procedimento bem tolerável. Além disso, a odontologia moderna disponibiliza uma série de tecnologias que ajudam o profissional a realizar o tratamento de forma praticamente indolor e muita vezes em uma única sessão.